domingo, 30 de maio de 2010

AGENDA REFORMA ÍNTIMA - 3ª SEMANA


Hoje se inicia a terceira semana de nossa meta maior de nos reformar intimamente.
Vamos continuar unidos, e aproveitar para convocar nossos amigos e parentes para aderirem a essa campanha!!!!


Meta do Mês: Desenvolver a Piedade e a Compaixão

"Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação."

[Paulo - 2 Timóteo, 1:7]


Meta da Semana: Desenvolver a Piedade

Como: Abracemos os companheiros de provações, levando apoio e compreensão.

Sugestão de prece diária: Prece pelos incrédulos e pelos endurecidos no mal.

"Ah! Quando estiverdes a ponto de acusar a Deus, lançai um olhar abaixo de vós; vede quanta miséria a aliviar; quantas pobres crianças sem familia; quantos velhos que não tem mais uma só mão amiga para os socorrer e lhes fechar os olhos quando a morte os reclame!"

[O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XIII, item 11]


Exercício da Semana: Metas de Reforma Íntima

* Em uma folha de papel (de preferência sua agenda ou um caderno só para esses exercícios), escreva metas para que possas estar vivenciando a Piedade e a Compaixão ao longo da semana.

1- Perante o próximo.
2- Perante à familia.
3- Perante o trabalho profissional.
4- Agora busque realizar essas 3 metas ao longo dessa semana!


***

Uma boa semana para todos!

Equipe de Divulgação do Lar da Caridade

PROGRAMA TRANSIÇÃO - 30/05



Neste domingo, 30/05, PROGRAMA TRANSIÇÃO traz como convidado:

ADÃO NONATO

Tema: Família

Apresentação: Orson Peter Carrara

O programa é exibido todos os Domingos às 15:15hs na Rede TV (Parabólica, Tv, Cabo e SKY)

Para quem não possui antena, pode assistir os vídeos no site:

http://www.programatransicao.tv.br/


sexta-feira, 28 de maio de 2010

OBSESSÃO ESPIRITUAL NO CASAMENTO

O Espiritismo enxerga a família e o casamento como a base da sociedade civilizada, entendendo-o como um acordo fraterno entre duas almas que unem-se para, juntas, progredirem.

Por suas condições peculiares, o matrimônio reúne condições únicas para que possamos evoluir neste planeta.

O convívio diário nos ensina a tolerar o próximo, a renunciar a nossos pequenos (e às vezes grandes) prazeres e a direcionar nossos esforços para a família e, não mais, para os nossos objetivos particulares e individuais.

O casamento é um exercício diário de amor, respeito, aprendizado e evolução. Quando o respeito é esquecido, abrimos brechas para que ai se infiltrem desordens várias.

Uma dessas desordens é a obsessão espiritual, ou seja, a perseguição de espíritos objetivando desestruturar aquele lar, aquela família e, assim, conseguir atingir a pessoa a por quem se nutre sentimentos de ódio.

Antes de continuarmos, fazemos um alerta:

Evidentemente, nem todo problema conjugal é causado por espíritos. Longe disso. Mas neste blog nos concentramos em esmiuçar o viês espiritual, apresentando casos e situações em que a influência dos espíritos atrasados se faz patente na vida das pessoas.

Técnicas usadas pelos obsessores para tentar destruir um casamento:

Os obsessores utilizam-se de muitas e variadas técnicas para tentar destruir um casamento e aqui, falaremos de algumas sem a menor expectativa de esgotar o assunto.

Quando um espírito tenta destruir uma relação, o que o move mais comumente é uma forte relação com um dos cônjuges. Algumas vezes, o espírito perseguidor odeia um dos cônjuges por qualquer motivo que teve origem no passado, seja na vida atual ou em outra encarnação.

Outras vezes, entretanto, o obsessor (ou obsessora), deseja destruir aquela instituição familiar não porque odeia, mas porque ama uma das pessoas que agora está casado…

Na verdade, esse “amor” é um sentimento que enlouqueceu, contaminado pelo ciúme, pelo desejo de posse e pela ignorância das leis do mundo espiritual. Isso é muito comum no campo das obsessões espirituais.

Muitos lares são desfeitos atualmente porque um espírito obsessor tem interesses particulares sobre um dos cônjuges, seja por não aceitar que ele se relacione com mais ninguém, seja porque o odeia e deseja destruir sua vida.

Quando um obsessor tenta atacar um casamento, ele normalmente busca a pessoa mais fragilizada da casa para entrar no seu campo mental e influenciar o seu comportamento.

Ora, dentro de um lar, basta que um único integrante esteja em desarmonia para que todos os demais integrantes sintam a perturbação.

Esse integrante da família pode ser um dos filhos do casal, um parente assíduo como uma sogra, um cunhado, ou um dos cônjuges, naturalmente.

Uma das técnicas obsessivas é a de ocupar a casa mental de uma das pessoas da casa, de tal forma que ela reduza a atenção sobre a família, ou sobre o marido/esposa, sobre os filhos, enfim.

Isso é muito comum. E eles fazem isso com uma facilidade lamentável. Basta estimular o marido a aumentar a carga de trabalho, projetando em sua tela mental a possibilidade de maiores promoções, por exemplo, plano esse que se obtiver êxito fará com que a esposa fique sem a devida atenção no lar, sentindo-se abandonada e não amada… Instala-se facilmente a insatisfação, as cobranças, os desentendimentos e a desarmonia, tudo isso fomentado à pólvora pelo obsessor…

Outras vezes espíritos mais adestrados nas técnicas obsessivas projetam algo como um escudo entre os dois conjuges, bloqueando completamente a energia, a interação, as trocas energéticas e afetivas entre ambos. Essa é uma técnica de manipulação fluídica das mais perversas e, infelizmente, muito usada por tais espíritos ligados ao mal.

Quando ocorre isso, a consequência natural é a perda de interesse entre ambos, causando incompreensões, dificuldades absurdas de diálogo, distanciamentos , desamor e muita dor. Talvez a pior parte seja o fato de ambos os esposos relatarem que não conseguem entender o que está havendo entre eles porque brigam muito, não se entendem, se irritam facilmente com qualquer atitude do outro mas, quando estão sozinhos ou em momentos de reflexão, sentem que se amam…

Muitos casais se desesperam porque sabem que a chama do amor está bem viva entre eles mas, a despeito de tudo, não conseguem vier em harmonia.

O tratamento espírita para a Obsessão Conjugal

A obsessão conjugal, digamos assim, requer esforço e muita seriedade para que seja debelada, eliminada. Para se tratar uma obsessão dentro de uma família precisa-se primeiro compreender que nem sempre ambos aceitarão que estão sendo perseguidos por espíritos.

Em casos assim, o cônjuge deve buscar um tratamento espiritual na Casa Espírita e iniciar a terapêutica imediatamente, seguindo também os seguintes passos:

1- Faça o Evangelho no Lar:

* Determine um dia e um horário fixo na semana em que você saiba que estará em casa. (Exemplo: Todo domingo à noite)

* Coloque um copo de água para cada pessoa que participar. O ideal é que a família toda participe.

* Faça uma prece e em seguida abra o livro "O Evangelho Segundo O Espiritismo" de forma aleatória e leia um trecho.

* Sendo possível, comente um pouco o tema da noite da forma que você o entende.

* Faça uma prece final por sua família e ao terminar, beba o copo dágua ( Os amigos espirituais aproveitam o momento da prece para magnetizar a água de forma a beneficiar-nos)

2- Ore diariamente por seu lar e por seu cônjuge.

3- Exercite o amor e a compreensão, aumentando o seu carinho de forma equilibrada. Ame sua esposa/esposo. Cuide de sua aparência (SIM!) e preocupe-se com o bem-estar dele (dela); Em uma palavra: Ame-o/ame-a como fazia antes de se casarem… Lembra?

4- Evite bebidas e algazarras em seu lar. O lar é um templo que deve ser preservado de visitas indesejáveis ou viciadas, seja em álcool, fumo, sexo ou pessoas de mal comportamento. Nada de transformar a casa em um ponto de bêbados em frente a um televisor ou coisa que o valha.

5- Diariamente e várias vezes por dia, procure envolver o seu parceiro/parceira em energias amorosas, energias de carinho e respeito. Basta imaginar uma cachoeira de luz impregnada de muito amor e carinho, nascendo do seu coração e derramando-se sobre a pessoa amada. Isso contribuirá fortemente para restabelecer os laços emocionais entre ambos.

6- Reforme-se moralmente. Combata os seus comportamentos incorretos. Encha-se de pensamentos elevados, cultivando a prece onde quer que vá. E persista no tratamento na casa espírita. Os bons espíritos dedicam toda a atenção possível àqueles que esforçam-se verdadeiramente no bem.

Esses passos seguidos com amor e dedicação, são o caminho mais certo para se restabelecer a harmonia no lar.

Confiança no Pai Celestial e esforço de nossa parte, eis a receita simples e eficiente para a pacificação de nossos corações.


Fonte: Blog do Ylen

CARAVANA LUCAS EMANOEL

Convidamos a todos do Lar da Caridade e público em geral para participar da "Caravana Lucas Emanoel" que acontecerá neste domingo, 30/05.

O local da visita será: Sítio Casa Branca no Km 01 da estrada para José de Freitas - 40 Crianças da Creche (03 a 05 anos)

A saída da caravana será às 8:00h no Lar da Caridade.

Doações que pedimos: roupas, calçados, produtos de higiene pessoal, produtos de limpeza, alimentos não perecíveis, brinquedos e outros.

Participe!!!


"A caridade é o processo de somar alegrias, diminuir males, multiplicar esperanças e dividir a felicidade para que a Terra se realize na condição do esperado Reino de Deus."

[Emmanuel ]


*

A caravana Lucas Emanoel acontece sempre no último domingo de cada mês.
Informações: Jesus Alencar - (86) 9982-4192

quinta-feira, 27 de maio de 2010

CASAIS MENOS FELIZES


Se encontraste a felicidade no lar tranqüilo, no instante de julgar os companheiros em conflito no casamento, guarda-te em silêncio, se não podes louvá-los em algum ângulo da experiência que atravessam.

Já que conseguistes preservar a essência do amor nos fixadores da amizade e da ternura sem mescla, compadece-te daqueles que, de um momento para outro, se reconheceram defrontados por incompatibilidade e perturbação.

Efetivamente, anotaste-lhes os erros prováveis e lhes viste as atitudes aparentemente impensadas ou inseguras; no entanto, não lhes enxergastes os obstáculos e lágrimas, ansiedades e angústias, na gênese do drama doméstico em que se lhes arrasam as forças e do qual agora talvez consigas observar somente o fim.

Quantos de nós carregamos pesados grilhões de culpas adquiridos em existências passadas?

Quantos compromissos teremos relegados para trás, reclamando-nos atenção e pagamento?

Entretanto, quando colocados uns à frente dos outros, nos bastidores caseiros da Terra, por impositivos da reencarnação, comumente fugimos de solucionar os problemas e ressarcir os débitos que nós mesmo criamos.

Que o dever é dever não padece dúvidas, todavia, em muitas ocasiões não dispomos da força necessária para cumpri-lo.

E, se no mundo encontramos, por vezes, credores humanos e generosos que nos aguardam com paciência, que dizer do Senhor, cuja justiça se erige em base de infinita misericórdia?

Se te observas feliz nos laços conjugais, é razoável que não aplaudas àquilo que te pareça desequilíbrio, embora nem sempre o seja, mas não censures os companheiros que a provação vergasta e o desajuste domina.

Em lugar disso, ora por eles e abençoa-os, sem recusar-lhes o apoio e a simpatia de que se mostrem necessitados.

Tanto nós, quanto eles, estamos entregues à Bondade de Deus e, em matéria de ajustamentos aos imperativos do amor, nenhum de nós, na Terra, por enquanto,consegue saber com certeza se ainda hoje será para nós o dia de receber auxílio ao invés de auxiliar.


Emmanuel

quarta-feira, 26 de maio de 2010

REVELAÇÕES SOBRE MARTE ATRAVÉS DE CHICO XAVIER

Há 50 anos o homem tenta captar sinais de vida inteligente fora da Terra; informações do Espírito Humberto de Campos por Chico Xavier sobre a vida no planeta Marte são comprovadas pela Ciência.

O Jornal O GLOBO, em sua edição de 13 de março de 2010, publicou no caderno "Ciências" matéria assinada pela jornalista Roberta Jansen, fazendo um balanço de 50 anos da tentativa de astrônomos e outros cientistas provarem a existência de extraterrestres.

Ela começa citando o astrônomo Frank Drake, que no dia 8 de abril de 1950 apontou uma antena para uma estrela próxima, com o objetivo de captar sinais. Mas tudo o que ouviu, segundo ele, foi o silêncio. Porém, a astrônoma Duília de Melo, do Goddard Space Flight Center, da NASA, especialista no telescópio Hubble, sustenta que "o fato de nunca termos achado vida, não quer dizer que ela não exista".

REVELAÇÕES MEDIÚNICAS

De fato, a astrônoma Duília de Melo tem razão, pois as revelações feitas pelo Espírito Maria João de Deus através do médium Francisco Cândido Xavier, no livro "Cartas de Uma Morta", lançado em 1935, ao descreverem uma excursão ao planeta Marte, falam da existência de seres humanos, como poderemos constatar nos seguintes trechos do seu relato:

"Vi-me à frente de um lago maravilhoso, junto de uma cidade, formada de edificações profundamente análogas às da Terra. (...) Vi homens mais ou menos semelhantes aos nossos irmãos terrícolas, mas os seus organismos possuíam diferenças apreciáveis. Além dos braços, tinham ao longo das espáduas ligeiras protuberâncias à guisa de asas, que lhes prodigalizavam interessantes faculdades volitivas. (...) Assegurou-me, ainda, o desvelado mentor espiritual, que a humanidade de Marte evoluiu mais rapidamente que a Terra e que desde os pródromos da formação dos seus núcleos sociais, nunca precisou destruir para viver, longe das concepções dos homens terrenos cuja vida não prossegue sem a morte e cujos estômagos estão sempre cheios de vísceras e de virtualhas de outros seres da criação".

Além dessa revelação de Maria João de Deus, o Espírito Humberto de Campos, também realizando uma excursão ao planeta Marte, observou que as formas de vida nele existentes são bem superiores às da Terra. A Sociedade Marciana está moral e cientificamente alguns séculos mais adiantada que a do nosso planeta, porque lá não existem guerras nem conflitos.

Observa-se, através desse relato, a perfeita concordância com os comentários do Espírito Maria João de Deus, inclusive sobre a superioridade dos habitantes de Marte. Os relatos do Espírito Humberto de Campos, por intermédio do médium Chico Xavier, estão no livro "Novas Mensagens", editado pela Federação Espírita Brasileira em 1939. Nele, Humberto também revela a existência de água em Marte. Vale lembrar que somente em 2004, ou seja, 65 anos após a publicação dessa obra, a NASA apresentou as primeiras provas químicas e geológicas diretas da existência de água no passado de Marte, obtidas pelo robô Opportunity.

Posteriormente, em 2007, os cientistas da NASA descobriram a existência de enormes depósitos de gelo no pólo sul de Marte, detectados pela sonda espacial Mars Express. No caso de tais depósitos se derreterem, eles podem se transformar numa reserva apreciável de água para Marte.

Finalmente, no dia 31 de julho de 2008, a sonda Phoenix, que explora o solo de Marte, confirmou a existência de água no planeta. A descoberta ocorreu depois que a Phoenix colocou amostras do solo em um instrumento que identifica os gases produzidos por substâncias. Para os técnicos, é a primeira vez que a existência de água é provada quimicamente. O cientista William Boynton, da Universidade do Arizona, declarou que eles já tinham evidências de gelo em observações da sonda Mars Express, mas essa foi a primeira vez na qual a água em Marte foi tocada e provada.

JÁ NOS IDOS DE 1939 FORAM CAPTADOS SINAIS

Embora a matéria da jornalista diga que a pesquisa de vida inteligente fora da Terra teve inicio a partir de 1950, citando o astrônomo Frank Drake, a mesma ignorou as experiências realizadas pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia, conforme a seguinte informação do Espírito Humberto de Campos, em seus relatos a respeito de Marte no livro Novas Mensagens, publicado em 1939:

"Todos os grandes centros deste planeta, esclareceu o nosso amigo e mentor espiritual, sentem-se incomodados pelas influências nocivas da Terra, o único orbe de aura infeliz, nas suas vizinhanças mais próximas, e, desde muitos anos, enviam mensagens ao globo terráqueo através de ondas luminosas, as quais se confundem com os raios cósmicos cuja presença, no mundo, é registrada pela generalidade dos aparelhos radiofônicos.Ainda há pouco tempo, o Instituto de Tecnologia da Califórnia inaugurou um vasto período de experiências, para averiguar a procedência dessas mensagens misteriosas para o homem da Terra, anotadas com mais violência pelos balões estratosféricos, conforme as demonstrações obtidas pelo Dr. Robert Millikan, nas suas experiências científicas."

Ora, se a mensagem recebida do Espírito Humberto de Campos por Chico Xavier se deu no dia 25 de julho de 1939, e se o mentor espiritual utiliza a expressão "ainda há pouco tempo", isto é, antes dessa data, logo podemos concluir que a ciência terrena se preocupa com esse assunto há mais de 65 anos, e não 50, como afirma a matéria da jornalista Roberta Jansen.

A propósito, o Dr. Robert Millikan, citado na mensagem, foi um dos cientistas norte-americanos mais famosos dos anos vinte do século passado, sendo o segundo norte-americano a receber o Prêmio Nobel de Física, em 1923, pelo seu estudo sobre a carga eletrônica elementar e o efeito fotoelétrico. Ele não só foi um grande cientista: seu lado religioso e sua natureza filosófica eram evidentes tanto nas conferências que promovia sobre a reconciliação entre Ciência e Religião, quanto nos quatro livros de sua autoria publicados. Millikan via no Universo e nos eventos humanos a manifestação de uma inteligência superior. Afirmava que o único fundamento válido para o conhecimento racional consistia na combinação do espírito do físico com o do religioso.

OS CANAIS DE MARTE

Em determinado trecho da matéria "O silêncio dos ET's", existe o seguinte comentário a respeito da existência de canais em Marte:

"A ideia da existência de ET's inteligentes começou a ganhar força e a povoar o imaginário da população em geral e de escritores de ficção científica em particular a partir de observações feitas pelo astrônomo Giovanni Schiaparelli, em 1877, de um telescópio recém-construído. Schiaparelli notou que a superfície do planeta vermelho era marcada por linhas e sulcos intrincados, que chamou de canais. Ainda no século XIX, o astrônomo americano Percival Lowell retomou a ideia dos canais marcianos retomou a idéia dos canais marcianos - ele chegou a criar um centro para estudá-los - popularizando-a. Tais canais, sustentava Lowell, só poderiam ter sido construídos por uma inteligência superior. A coisa chegou a tal ponto que ele chegou a localizar a região onde seria a capital de Marte, numa confluência de canais".

A respeito da existência de canais condutores de água, vejamos o que diz o Espírito Humberto de Campos na mensagem sobre Marte, psicografada por Chico Xavier:

"Na atmosfera ao longe, vagavam nuvens imensas, levemente azuladas, o que nos reclamara a atenção, explicando-nos o mentor da caravana fraterna que se tratava de espessas aglomerações de vapor d'água, criadas por máquinas poderosas da ciência marciana, a fim de que sejam supridas as deficiências do líquido nas regiões mais pobres e afastadas do largo sistema de canais, que ali coloca os grandes oceanos polares em contínua comunicação, uns com os outros".

Ora, se lá existe água, e sabendo que ela é o elemento primordial para que haja vida como a nossa aqui na Terra, é lógico admitir-se, sem medo de errar, a existência de seres inteligentes habitando o planeta Marte, naturalmente em outra dimensão física.

Afirma o astrofísico Mario Livio, do instituto responsável pelo Telescópio Hubble, que se os ET's existem, o mais provável é que sejam mais avançados do que nós por, talvez, um bilhão de anos (vale lembrar que nós somos uma civilização tecnológica por cerca de 100 anos apenas e a probabilidade de outra civilização estar no mesmo estágio é extremamente remota). Eles podem, inclusive, estar impedindo que nós os descubramos. Além do mais, a possibilidade de recebermos um sinal que consigamos entender também é muito baixa. Entretanto, nunca saberemos as respostas, se não fizermos a experiência.


Fonte: Jornal Correio Espírita - Abril 2010 / edição 58

CONVITE: OFICINA PEDAGÓGICA NA FEPI

O Núcleo de Atividades Internas - NAI, da Federação Espírita Piauiense (FEPI), realizará no dia 29 de maio (sábado) às 14:30h, uma Oficina pedagógica para preparação de material didático.

Na oficina pedagógica de material didático você vai aprender a confeccionar: cartazes, fantoches, álbum seriado, dobraduras, slides e outros.

Essa oficina destina-se principalmente aos monitores de grupos de estudo das Casas Espíritas.

Mais informações com Osmarina Pires (Diretora do NAI): 3221-2500/9469-2972

FEPI: Rua Olavo Bilac, 1394 Centro/Sul (esquina com a Rua Sete de Setembro)

Convidamos a todos para mais uma atividade de construção de valores e experiências do nosso Movimento Espírita.

Participe!

2ª MARCHA GOIANA EM DEFESA DA VIDA

A luta contra o aborto continua e acontece no dia 27 de maio, às 15 horas, na Praça Cívica, em Goiânia-GO, a 2ª Marcha Goiana em Defesa da Vida. Monte sua caravana!

Informações pelo telefone: (62) 9603-0495,
Email: brasilsemabortogo@gmail.com
Site: www.brasilsemaborto.blogspot.com


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

EXPERIMENTE HOJE


* Agradecer a Deus os benefícios da vida e valorizar os recursos do próprio corpo.

* Trabalhar e servir além do próprio dever, quanto lhe seja possível.

* Observar, ainda mesmo por instantes, a beleza da paisagem que lhe emoldura a presença.

* Nada reclamar.

* Comentar unicamente os assuntos edificantes.

* Refletir nas qualidades nobres de alguma pessoa com a qual os seus sentimentos ainda não se afinem.

* Falar sem azedume e sem agressividade na voz.

* Ler algum trecho construtivo.

* Praticar, pelo menos, uma boa ação, sem contar isso a pessoa alguma.

* Cultivar tolerância para com a liberdade dos outros sem atrapalhar a ninguém.


Atendamos diariamente a semelhante receita de atitude e, em breve tempo, realizaremos a conquista da paz.


Fonte: Do livro “Buscas e Acharás” - André Luiz / Chico Xavier

ACONTECEU: PRESENÇA DE LOURIVAL LOPES EM ESPERANTINA/2008

Lembro que me encontrava no trabalho numa rotineira quarta-feira quando recebi um telefonema de um amigo espírita. Era o Lindon Johnson que me ligava para, pasmem, avisar que o Lourival Lopes (1), autor daqueles conhecidíssimos livros de bolso da Editora Otimismo, gostaria de dar uma palestra em nosso centro espírita, na cidade de Esperantina. Ele se encontrava no Piauí para realizar algumas exposições em um evento promovido pela Sociedade Espírita Fabiano de Cristo e pretendia, no dia seguinte, visitar alguns amigos seus, os quais residiam em nosso município.

A grande surpresa para mim se deu, na verdade, porque Esperantina (2) não havia recebido, até aquela data, palestrantes espíritas de outros Estados, muito menos, um prestigiado escritor. O próprio movimento espírita ainda estava nascendo de forma organizada e institucionalizada na cidade, já que o Centro Espírita Chico Xavier, única casa do gênero, possuía apenas três anos de funcionamento. Dava mesmo para duvidar daquela notícia. No entanto, para nossa completa alegria, tivemos mais tarde, a confirmação da vinda do escritor através de outra ligação, dessa vez, da Marta, uma das pessoas que se dedicaram enormemente para a fundação daquela casa espírita. Uma casa pequena, mas simples e muito bem arrumada (3).

Simplicidade parecida com a demonstrada pelo escritor brasiliense. Lourival interrompeu-me no momento em que eu o agradecia pela visita e pela palestra, impedindo-me de dizer também umas poucas palavras sobre ele. Percebi que não gostava de qualquer coisa que pudesse se parecer com um elogio. Evitou também se apresentar como o conhecido escritor que era (4). Conduta típica do trabalhador centrado, que vem para dar a sua mensagem e que procura cumprir a sua tarefa, tentando não chamar atenção para si próprio.

Lourival foi o tempo todo muito simpático. Chegou à noite ao centro espírita, acompanhado dos nossos amigos de Teresina e falou ao pequeno, mas aconchegante auditório, o qual se encontrava completamente cheio - apesar da divulgação feita em cima da hora. Conversou com todas as pessoas que o abordaram. Distribuiu vários livros de bolso e os autografou no final.

Sobre a redação das mensagens contidas em seus livros, falou como procedia, relatando-nos um fato interessante, que eu procurarei explicar da forma que entendi. Disse-nos que, certa vez, resolveu estudar, ler algumas coisas antes de redigir seus textos a fim de que pudesse ter mais inspiração ou mais conteúdo para a elaboração deles. No entanto, fora naquele momento advertido pela Espiritualidade, de que a técnica usada para escrever as mensagens não deveria ser aquela. Sua inspiração deveria brotar naturalmente. A partir do instante em que ele realizasse leituras momentos antes de escrever, sua naturalidade e sua inspiração poderiam ser um pouco bloqueadas. Quem sabe - penso eu - a mensagem poderia terminar saindo com as ideias do livro que acabara de ler e não com as suas próprias ou com as dos Espíritos que o inspiravam. Como se vê, os Espíritos se utilizam de diferentes técnicas de acordo com o trabalho que é desenvolvido.

E assim foi. Tudo muito rápido. De repente, a notícia de sua vinda. No dia seguinte sua chegada, a palestra, a conversa. Na sexta-feira, já não tivemos mais contato com ele. Soubemos que iria dedicar aquele dia para a visita aos amigos, os quais também estiveram presentes na palestra que proferiu. Tudo muito breve. Resumidamente, assim foi o dia, o agradável dia em que Lourival Lopes esteve em Esperantina.

25/05/2010.

- Raul Ventura -
Trabalhador do Instituto de Cultura Espírita do Piauí (ICEPI).
Responsável pela Coluna Espírita do 180Graus
...............................................................................................................................
Notas

1 Lourival Lopes é autor dos livros “Gotas de Esperança”, “Ânimo”, “Sempre Alegre”, “Sementes de Felicidade”, “Otimismo Todo Dia”, “Sabedoria Todo Dia”, “Preces do Coração”, “Preces da Vida”, “Fala com Deus”, “Toques de Luz”, “Deus Ajuda”, “Paz Todo Dia”, “Fortalecimento” e “Caminho Seguro”, todos publicados pela Editora Otimismo.

2 Os fatos narrados se deram no ano de 2008. As cidades do interior do Piauí (um dos Estados mais católico do Brasil, segundo o Censo 2000 do IBGE) talvez possuam tanto simpatizantes do Espiritismo quanto propriamente espíritas. Existe um receio das pessoas de se declararem espíritas numa sociedade em que a tradição ainda tem enorme valor. E tradição, nessas cidades, é para muitas pessoas, sinônimo de Catolicismo. Alguém já nos disse que há várias pessoas que frequentam os centros espíritas da capital piauiense, mas que em suas cidades natais, vão somente à Igreja. Penso que Esperantina não escapa a essa realidade.

3 O Centro Espírita Chico Xavier foi fundado com o trabalho de diversas pessoas, especialmente das irmãs Helena, Marta e Ana Teles e da senhora Francisca Pontes.

4 Embora não tivesse a intenção de elogiá-lo, mas apenas a de agradecer - na condição de anfitrião - pela palestra proferida em nossa casa espírita.

terça-feira, 25 de maio de 2010

APROVADO O ESTATUTO DO NASCITURO

O Projeto de Lei 478/2007 de autoria dos deputados federais Luiz Bassuma-PV/BA e Miguel Martini-PHS/MG foi aprovado na forma do Substitutivo apresentado pela relatora deputada federal Solange Almeida-PMDB/RJ.

Foi uma sessão tensa e muito demorada que durou mais de 4 horas. Um a um os requerimentos dos deputados contrários ao projeto foram sendo derrotados, até que por volta das 14h00 o presidente, em exercício, da Comissão de Seguridade Social e Família proclamou o resultado declarando aprovado o Estatuto do Nascituro.

Dentre outras determinações, o artº 4º do projeto reconhece todos os direitos do nascituro, ao afirmar que “é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar ao nascituro, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, ao desenvolvimento, à alimentação, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à família, além de colocá-lo a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”.

Os deputados contrários à matéria tentaram sensibilizar os seus pares afirmando, por diversas vezes, que o projeto revogava o artº 128 do Código Penal no que diz respeito à excludente de punibilidade (o crime permanece mas não é punido) no caso de estupro ou quando há risco eminente de morte da mãe. Este argumento foi rechaçado pela relatora, pelos autores do projeto e por outros parlamentares afirmando que os artigos 12 e 13 do Substitutivo aprovado não têm esse finalidade conforme se pode depreender da leitura desses dispositivos:

“Art. 12. É vedado ao Estado ou a particulares causar dano ao nascituro em razão de ato cometido por qualquer de seus genitores.

Art. 13. O nascituro concebido em decorrência de estupro terá assegurado os seguintes direitos:
I – direito à assistência pré-natal, com acompanhamento psicológico da mãe;
II – direito de ser encaminhado à adoção, caso a mãe assim o deseje.

§ 1º Identificado o genitor do nascituro ou da criança já nascida, será este responsável por pensão alimentícia nos termos da lei.

§ 2º Na hipótese de a mãe vítima de estupro não dispor de meios econômicos suficientes para cuidar da vida, da saúde do desenvolvimento e da educação da criança, o Estado arcará com os custos respectivos até que venha a ser identificado e responsabilizado por pensão o genitor ou venha a ser adotada a criança, se assim for da vontade da mãe.”

O projeto de lei segue agora para a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle e depois para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

Para o deputado Luiz Bassuma “mais uma vitória em defesa da vida é alcançada no âmbito do Congresso Nacional só que agora o sabor da vitória é ainda maior, pois trata-se da aprovação de um projeto propositivo, afirmativo que define o direito à vida desde a concepção”.

Já para a relatora deputada Solange Almeida “o que se conseguiu foi a afirmação do direito à vida de maneira clara e inequívoca, sem tergiversações ou eufemismos. O que foi aprovado foi fruto de um longo trabalho com a participação da sociedade civil organizada para defender e promover a vida desde a concepção. Eu estou muito feliz e gratificada por ter tido a honra de relatar este projeto. Só por isso valeu muito ter sido eleita para o parlamento brasileiro", finalizou a deputada fluminense.


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

O ESPIRITISMO E OS CÔNJUGES


Sem entendimento e respeito, conciliação e afinidade espiritual, torna-se difícil o êxito no casamento.

Todos os pretendentes à união conjugal carecem de estudar as circunstâncias do ajuste esponsalício antes do consórcio, para isso existindo o período natural do noivado.

Aspecto deveras importante para ser analisado será sempre o da crença religiosa.

Efetivamente, se a religião idêntica no casal contribui bastante para a estabilidade do matrimônio, a diversidade dos pontos de vista não é um fator proibitivo da paz em família.

Mas se aparecem rixas no lar, oriundas do choque de opiniões religiosas diferentes, a responsabilidade é claramente debitada aos esposos que se escolheram um ao outro.

A tendência comum de um cônjuge é a de levar o outro a pensar e a agir como ele próprio, o que nem sempre é viável e nem pode ocorrer.

Eis porque não lhes cabe violentar situações e sentimentos, manejando imposições recíprocas, mormente no sentido de se arrastarem a determinada crença religiosa.

Deve partir do cônjuge de fé sincera a iniciativa de patentear a qualidade das suas convicções, em casa, pelo convite silencioso a elas, através do exemplo.

Não será por meio de discussões, censuras ou pilhérias em torno de assuntos religiosos que se evidenciará algum dia a excelência de uma doutrina.

Ao invés de murmurações estéreis, urge dar provas de espiritualidade superior, repetidas no dia-a-dia.

Em lugar de conceitos extremados nas prédicas fatigantes, vale mais a exposição da crença pela melhoria da conduta, positivando-se quão pior seria qualquer criatura sem o apoio da religião.

Para os espíritas jamais será construtivo constranger alguém a ler certas obras, freqüentar determinadas reuniões ou aceitar critérios especiais em matéria doutrinária.

Quem deseje modificar a crença do companheiro ou da companheira, comece a modificar a si mesmo, na vivência da abnegação pura, do serviço, da compreensão, do bom-senso prático, salientando aos olhos do outro ou da outra a capacidade de renovação dos princípios que abraça.

O cônjuge é a pessoa mais indicada para revelar as virtudes de uma crença ao outro cônjuge.

Um simples ato de bondade, no recinto do lar, tem mais força persuasiva que uma dezena de pregações num templo onde a criatura comparece contrariada.

Uma única prova de sacrifício entre duas pessoas que se defrontam, no convívio diário, surge mais eficaz como agente de ensino que uma vintena de livros impostos para leituras forçadas.

Em resumo, depende do cônjuge fazer a sua religião atrativa e estimulante para o outro, ao contrário de mostrá-la fastidiosa ou incômoda.

Nos testemunhos de cada instante, no culto vivo do Evangelho em casa e na lealdade à própria fé, persista cada qual nas boas obras, porque, ante demonstrações vivas de amor, cessam quaisquer azedumes da discórdia e todas as resistências da incompreensão.


Fonte: Do livro "Estude e Viva" - André Luiz / Chico Xavier

segunda-feira, 24 de maio de 2010

CONCILIAÇÃO

“Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz e o juiz te entregue ao oficial de justiça, e te encerrem na prisão.”

Jesus - [Mateus, 5:25]


Muitas almas enobrecidas, após receberem a exortação desta passagem, sofrem intimamente por esbarrarem com a dureza do adversário de ontem, inacessível a qualquer conciliação.

A advertência do Mestre, no entanto, é fundamentalmente consoladora para a consciência individual.

Assevera a palavra do Senhor — “concilia-te”, o que equivale a dizer “faze de tua parte”.

Corrige quanto for possível, relativamente aos erros do passado, movimenta-te no sentido de revelar a boa-vontade perseverante. Insiste na bondade e na compreensão.

Se o adversário é ignorante, medita na época em que também desconhecias as obrigações primordiais e observa se não agiste com piores características; se é perverso, categoriza-o à conta de doente e dementado em vias de cura.

Faze o bem que puderes, enquanto palmilhas os mesmos caminhos, porque se for o inimigo tão implacável que te busque entregar ao juiz, de qualquer modo, terás então igualmente provas e testemunhos a apresentar.

Um julgamento legítimo inclui todas as peças e somente os espíritos francamente impenetráveis ao bem, sofrerão o rigor da extrema justiça.

Trabalha, pois, quanto seja possível no capítulo da harmonização, mas se o adversário te desdenha os bons desejos, concilia-te com a própria consciência e espera confiante.


Fonte: “Pão Nosso” - Emmanuel /Chico Xavier

PALESTRAS DO CÉSAR ROCHA

O orador espírita César Rocha, que reside em Recife-PE, estará mais uma vez no Piauí realizando palestras.

- Programação -

Dia 29/05 às 19h: Palestra de encerramento da Campanha Viver em Família no Auditório da UESPI em Parnaíba-PI com o tema: "A importância da família na prevenção das drogas."

Dia 30/05 às 18hs: Palestra no auditório da Federação Espírita Piauiense (FEPI) com o tema: "A importância do estudo na casa espírita."


Não Percam!!!

domingo, 23 de maio de 2010

AGENDA REFORMA ÍNTIMA - 2ª SEMANA


E então? Vamos começar a segunda semana de nossa Reforma Íntima?
Não se esqueçam de apoiarem-se uns aos outros.
Assim todos nós nos sentiremos mais fortes e perseverantes em nosso objetivo de, a cada dia, nos tornarmos melhores, mais próximos dos anjos que, um dia, todos nós iremos ser.


Meta do Mês: Desenvolver a Piedade e a Compaixão

"Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, injúrias, suspeitas maliciosas."

[Paulo - 1 Timóteo, 6:3-4]


Meta da Semana: Desenvolver a Piedade


Como:
Compartilhe os problemas do próximo como se fossem os seus prórpios problemas.


Sugestão de prece diária:
Prece de amor aos semelhantes.


"Ah! Deixai que vosso coração se enterneça ante o espetáculo das misérias e dos sofrimentos dos vossos semelhantes."

[Allan Kardec - O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XIII, item 17]


Exercicío da semana: Balanço diário das ações

Liste em uma folha de papel 3 ações negativas que denotaram egoísmo de sua parte.

Liste, na mesma folha, 3 ações positivas que denotaram piedade e compaixão de sua parte.

Reflita sobre cada ação, e busque ter mais atenção para não repetir as ações negativas e, se possível, peça desculpas por elas.


***


E PARABÉNS pelas ações positivas! É esse mesmo o caminho!!!
Repita sempre e sempre esse comportamento lindo que você teve!


Uma boa semana para todos!


Equipe de Divulgação do Lar da Caridade

sábado, 22 de maio de 2010

PROGRAMA TRANSIÇÃO - 23/05


Neste domingo, 23/05 o PROGRAMA TRANSIÇÃO traz como convidado:


DIVALDO PEREIRA FRANCO


Tema: Perguntas enviadas pelos telespectadores

Apresentação: Mário Mas

O programa é exibido todos os Domingos às 15:15hs na Rede TV (Parabólica, Tv, Cabo e SKY)

Para quem não possui antena, pode assistir os vídeos no site:

http://www.programatransicao.tv.br/

TUDO É ATRAÇÃO


"Na cadeia de manifestações da nossa vontade, todos nós magnetizamos pessoas, situações e elementos, nas vibrações de nosso propósito atuante, para trazê-los ao nosso círculo pessoal...."


Tudo é magnetismo no campo universal.

A gota d’água obedece aos imperativos da afinidade química, os sóis se harmonizam, através da atração, dentro da leis cósmicas.

Imantamo-nos uns aos outros, pelos laços do amor ou do ódio, e, pelo perdão ou pela vingança, algemamo-nos mutuamente.

Em razão disso, imaginar é centralizar energias na direção dos objetivos que nos propomos alcançar.

Quem ama e ajuda acende claridade sublime.

Quem odeia e perturba arremessa treva espessa para fora de si.

Nessa cadeia de manifestações da nossa vontade, todos nós magnetizamos, pessoas, situações e elementos, nas vibrações de nosso propósito atuante, para trazê-los ao nosso círculo pessoal.

Será o amanhã, segundo idealizamos hoje, tanto quanto hoje é o reflexo de ontem.

A mente estende fios vivos, em todos os lugares, por onde transitam os interesses que lhe dizem respeito e, através desses fios potentes e milagrosos, apesar de invisíveis, atingimos a concretização dos mais recônditos intentos.

Mentalizando, o homem sobe ao céu ou desce ao inferno, porque nós mesmos, segundo as diretrizes ocultas que preferimos, nos elevamos às culminâncias da luz ou nos arremessamos aos despenhadeiros da sombra.

Guarde, pois, cauteloso, a fonte dos seus pensamentos que a cada mundo, se fazem agentes ativos de suas deliberações no bem ou no mal, onde o seu espírito estiver trabalhando.

Toda criatura emite e recebe eflúvios e ondas de criação, renovação e destruição, no campo das idéias, porquanto a idéia é a força plástica, exteriorizante e inextinguível da alma eterna, no infinito do espaço e do tempo.

De acordo com os projetos que você apresentar à vida, a vida, que é a gloriosa manifestação de Deus, responderá a você com as realizações desejadas.

Subir e descer, esperar ou desesperar, lucrar ou perder, melhorar ou piorar, crescer ou reduzir, avançar ou estacionar resultam de nossa atitude interior.

Vigie o pensamento e a vontade, para que se desenvolvam e marchem, dentro dos moldes do ilimitado Bem e jamais se arrependerá, porque o próprio Cristo ensinou, de viva voz, que “o homem possui o seu tesouro onde guarda o coração”.


Do livro: “Nosso Livro” - Ismael Souto, Francisco Candido Xavier, Espíritos Diversos

sexta-feira, 21 de maio de 2010

IMPLEMENTAÇÃO DE ORIENTAÇÃO AOS ÓRGÃOS DE UNIFICAÇÃO

Nos dias 22 e 23 de maio, iniciam-se os Seminários de Preparação de Multiplicadores para Implementação de “Orientação aos Órgãos de Unificação”, aprovado pelo CFN da FEB.

Será realizado em Fortaleza, tendo a Federação Espírita do Estado do Ceará (FEEC) como anfitriã, e, reunindo também os representantes da Federação Espírita Piauiense (FEPI) e da Federação Espírita do Maranhão (FEMAR) , a secretária da Comissão Regional Nordeste Olga Maia e a equipe da Secretaria-Geral do CFN Antonio Cesar Perri de Carvalho, Célia Maria Rey de Carvalho e José Luiz Dias.

Nossa equipe do Piauí:

* Rosa Maria Araújo - Presidente da FEPI

* Ornálio - 2º Vice Presidente da FEPI

* Osmarina - Coordenadora do NAI (Nucleo de Ações Internas da Fepi)

* Maria de Jesus Alencar Lisboa - Presidente do Centro Espírita Lar da Caridade (representando os Centros Espíritas da Capital)

* Dora Rodrigues - Centro Espírita Semente Cristã de Parnaíba-PI (representando os Centros Espírita do Interior do Estado)


Informações: cfn@febnet.org.br

PORTAL COM SUCESSO DE ACESSOS

Portal da Federação Espírita Brasileira (FEB) continua com êxito em sua divulgação.

Ao todo, atingiu mais de 140 mil consultas no mês de abril.

O número reflete o trabalho realizado de alimentação constante e inovações digitais o que permitiu que o número aumentasse em dez vezes mais consultas do que na versão anterior.

Áreas como do Conselho Federativo Nacional, das Pesquisas com artigos científicos, o Reformador On-line e de mídias espíritas são as mais acessadas, o que permitem o acesso facilitado a conteúdos relevantes ao estudo e conhecimento espíritas.

Para acessar notícias e áreas variadas, acesse: www.febnet.org.br


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

FEB E A LIBERDADE DE CULTO

O presidente da FEB, Nestor João Masotti, compareceu à Audiência Pública no Senado Federal, em abril, para discussão e reflexão do tema “Garantias e direitos fundamentais ao livre exercício da crença e dos cultos religiosos”.

O evento contou com a presença de representantes do Catolicismo, Espiritismo e Protestantismo.

Nestor Masotti enfatizou o apoio do Espiritismo ao Projeto de Lei nº 160 de 2009 que objetiva harmonizar e democratizar a discussão sobre a legislação religiosa.

Para ele, o Projeto é um esforço produtivo e importante que permitirá o equilíbrio entre as pessoas, atingindo o aprimoramento moral desejado.

Informações: diretoria@febnet.org.br


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

CHICO XAVIER ATINGE A MARCA DE 3 MILHÕES DOS ESPECTADORES

Chico Xavier, o filme, foi visto por mais de 3 milhões de espectadores desde a sua estreia em 2 de abril, segundo informações da Globo Filmes.

Dirigida por Daniel Filho, a cinebiografia sobre o médium mineiro traz os atores Nelson Xavier, Ângelo Antônio e Matheus Costa interpretando o líder espírita na maturidade, juventude e infância, respectivamente.

Chico Xavier bateu o recorde de maior abertura de uma produção nacional nos últimos 20 anos, ultrapassando o filme Se eu fosse você 2. Foram 586 mil pessoas em seu final de semana de estreia.

Confira o trailer em www.chicoxavierofilme.com.br


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

FIM DO MUNDO À LUZ DA DOUTRINA ESPÍRITA

A Universidade Federal do Pará abrirá suas portas para a exposição do tema “Fim do Mundo à luz da Doutrina Espírita”, no dia 22 de maio, pela manhã.

Dentro da programação haverá homenagem ao centenário de Chico Xavier e momento para perguntas e respostas após a exposição do tema central, por Alírio Cerqueira.

O público-alvo contará com universitários, interessados em geral e espíritas.

Informações: www.paraespirita.com.br


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

DIGNIDADE, AFETIVIDADE E SOLIDARIEDADE

A Associação Jurídico-Espírita do Estado de São Paulo (AJE-SP) promove no dia 22 de maio, às 10h, seminário sobre os conceitos de dignidade, afetividade e solidariedade no Direito de Família, no auditório do Centro Universitário de Araraquara (UNIARA).

Atuará como expositor Paulo César Scavanez, Juiz de Direito.

A ocasião também marcará a fundação do núcleo AJE-SP de Araraquara e terá entrada franca.

Para obter mais informações acesse o site: www.ajesaopaulo.com.br


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

A PRÁTICA DAS CONSTELAÇÕES FAMILIARES

Este é o tema principal do workshop que a Associação Brasileira de Psicólogos Espíritas de Sorocaba organiza com Mariângela Moron.

O curso acontece no dia 29 de maio às 13h30, no Educandário, em Sorocaba, São Paulo.

Informações pelo e-mail: abrape.sorocaba@hotmail.com


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

quinta-feira, 20 de maio de 2010

COMECE HOJE MESMO


"Espere mais tempo, antes de qualquer resolução inapelável e injusta. As circunstâncias se modificam, de minuto a minuto, e os reveses de agora serão alegrias no porvir..."


Meu amigo, se a dor lhe bate à porta, lembre-se dos benefícios de que é portador e não desfaleça.
A Bondade Divina não articula pensamentos para o mal.

A ferida que dilacera ou o desgosto que perturba, temporariamente, costuma encerrar incalculáveis recursos de elevação.

Tenha paciência e não esmoreça no bem.

Se a desorientação lhe entrava os passos, use a prece. A oração realiza milagres.

Se possível, reúna aqueles que você ama, dentro da mesma vibração de confiança no culto do Pai Celestial.

Se está doente e desalentado, peça a bênção do Senhor para o copo de água fria que lhe atende à sede, porque da Fonte Divina fluem substâncias de paz e restauração para quantos lhe pedem socorro ao sublime poder.

Se você permanece em desespero, não permita que a sua desventura culmine em gestos de suprema revolta.

Espere mais tempo, antes de qualquer resolução inapelável e injusta.

Amanhã, o dia renascerá transformado.

As circunstâncias se modificam, de minuto a minuto, e os reveses de agora serão alegrias no porvir.

Teça, com serenidade, a sua auréola de ventura porvindoura, aproveitando os ensinamentos que a dor lhe trouxe ao coração.

Não tema as dificuldades e prossiga com Jesus para a frente.

Busque a presença do Divino Amigo, em seus pensamentos e, na própria luta, encontrará infinitos motivos de reconforto e beleza, bom ânimo e paz.

Inicie o abençoado serviço da oração, hoje mesmo, e amanhã, provavelmente, você começará a rejubilar-se na colheita de luz.


Do livro: "Nosso Livro" - Agar/Chico Xavier

terça-feira, 18 de maio de 2010

FEPI - 60 ANOS


BREVE RELATO HISTÓRICO DA FUNDAÇÃO DA
FEDERAÇÃO ESPÍRITA PIAUIENSE


A Federação Espírita Piauiense surge como conseqüência natural do processo de unificação do movimento espírita brasileiro, estabelecido através do Pacto Áureo, acordo celebrado em 05 de outubro de 1949 na cidade do Rio de Janeiro entre a Federação Espírita Brasileira e outras entidades espíritas.

Por solicitação de Wantuil de Freitas, então presidente da FEB, Leopoldo Machado e outros colaboradores empreendem uma viagem às regiões Norte e Nordeste do Brasil, iniciada em outubro de 1950. Essa excursão, que ficou conhecida como a Caravana da Fraternidade, embora não tivesse caráter oficial, tinha claros propósitos de integrar as federativas estaduais em torno do Conselho Federativo Nacional.

Os registros históricos indicam que o Piauí possuía naquele período, apenas cinco instituições espíritas. Em Parnaíba, funcionavam o Centro Espírita Perseverança no Bem e o Centro Espírita Vida e Progresso. Na capital Teresina, existiam o Centro Espírita Bezerra de Menezes, o Centro Espírita Irmão Adriano e o Centro Espírita Piauiense, este último, transformado em 1931 a partir do Centro Espírita Amor e Caridade, surgido em 1927. No entanto, ainda não havia um ente de caráter federativo que congregasse todas aquelas casas espíritas.

Antes de iniciada a excursão, porém, o paranaense Artur Lins de Vasconcelos, profundo batalhador pela unificação do movimento espírita brasileiro e que integrou a caravana desde a sua partida até a cidade de Recife (PE), já vinha se correspondendo com o presidente do Centro Espírita Piauiense, João Rodrigues Vieira, mais conhecido como Joca Vieira, que manifestava amplo apoio aos trabalhos de unificação e à FEB.

No Piauí, os caravaneiros visitam primeiro a cidade de Parnaíba, onde realizam visitas, fazem palestras e se reúnem com os trabalhadores espíritas. Em Teresina, no dia 27 de novembro de 1950, após uma palestra proferida por Leopoldo Machado no Centro Espírita Piauiense, realizam uma mesa-redonda, na qual os Centros Espíritas decidem fundar a Federação Espírita Piauiense, na época, abreviada como “F.E.P.”, transformada a partir do próprio Centro Espírita Piauiense. A iniciativa fora apoiada pelo movimento espírita de Parnaíba – o qual já houvera manifestado sua vontade na passagem dos caravaneiros por lá.

No dia seguinte, antes da realização de nova palestra por Leopoldo Machado no Centro Espírita Piauiense, é lida a ata de fundação e empossada a primeira Diretoria da Federação, cuja presidência foi exercida por Joca Vieira até o ano de 1969.

Integravam a caravana que chegou ao nosso Estado, Leopoldo Machado, Francisco Spinelli, Luiz Burgos Filho e Carlos Jordão da Silva. Dentre os trabalhadores piauienses, ficaram registrados os nomes de Alarico da Cunha, presidente do Centro Espírita Perseverança no Bem, Francisco de Abreu, presidente do Centro Espírita Vida e Progresso e os nomes de Benedito Freire, Raimundo Belém e José Mourão, todos da cidade de Parnaíba. Da capital, ficaram registrados os nomes de Joca Vieira, do Desembargador Odorico Rosa, do Juiz de Direito Pedro de Morais Brito Conde e do Dr. Heli da Rocha Nunes e outros mais que assinaram a ata de fundação, como Raul Dantas Cunha, Cândido Pereira da Cunha, João Soares de Carvalho, Lindolfo Botelho Amarante, João da Rocha Marinho, José Almendra Freitas Filho, Antonio Pereira, Carlos Medeiros de Macedo e João Batista Pilar.

Teresina, 07/05/2010.

- Raul Ventura -


Trabalhador do Instituto de Cultura Espírita do Piauí (ICEPI)

Responsável pela Coluna Espírita 180Graus

====================================================

Referências:

MACHADO, Leopoldo. A Caravana da Fraternidade: Excursão ao Norte, de Salvador a Manaus. [s.l.], Editora do Lar de Jesus, 1954.

Federação Espírita do Paraná. Pacto Áureo: a vitória da fraternidade. 1. ed. Curitiba, PR: FEP, 2009.

Documentos da Federação Espírita Piauiense.

COMEMORAÇÕES DO CENTENÁRIO DE CHICO XAVIER EM LONDRES


A União Britânica de Sociedades Espíritas (BUSS) promoveu uma semana de eventos sobre a vida e obra psicográfica de Chico Xavier em Londres, entre os dias 10 e 16 de maio, contando com a atuação do diretor do CEI e da FEB Antonio Cesar Perri de Carvalho.

O expositor proferiu palestras no Allan Kardec Study Group (tema ‘Repercussions from the work of Chico Xavier’), BUSS, para trabalhadores espíritas (tema “The Idea of unity in the works of Chico Xavier’), Sir William Crookes Spiritist Society (tema ‘Spiritual journey and the works of Emmanuel’), Solidarity Spiritist Group (tema ‘Historical novels by Emmanuel’), Bezerra de Menezes Spiritist Group (tema ‘Mediumship in the works of Chico Xavier’), e participou de reunião informal, de perguntas e respostas, com trabalhadores espíritas na sede do BUSS.

Encerrando a programação Perri desenvolveu o seminário “The psychographic works of Chico Xavier”, que contou com a presença de dirigentes e colaboradores dos diversos grupos espíritas da Grã-Bretanha.

Na oportunidade, também foram prestadas informações sobre as ações do CEI e sobre suas edições em inglês de livros de Chico Xavier e foi lançado o número da revista editada pelo CEI “The Spiritual Magazine” , que destaca o médium homenageado.

Antes do seminário, na manhã do sábado, houve assembléia do BUSS e eleição da nova diretoria, coordenada por Elsa Rossi. O expositor convidado também fez visitas a outras instituições e manteve diálogos com lideranças.



Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

segunda-feira, 17 de maio de 2010

BILHETE FRATERNO


“Qualquer que vos der a beber um copo d’água em meu nome, em verdade vos digo que não perderá o seu galardão”.

[JESUS, Mateus 9:41]


Meu amigo, ninguém te pede a santidade de um dia para outro.
Ninguém reclama de tua alma espetáculos de grandeza.
Todos sabemos que a jornada humana é inçada de sombras e aflições criadas por nós mesmos.
Lembra-te, porém, de que o Céu nos pede solidariedade, compreensão, amor...
Planta uma árvore benfeitora, à beira do caminho.
Escreve algumas frases amigas que consolem o irmão infortunado.
Traça pequenina explicação para a ignorância.
Oferece a roupa que se fez inútil agora ao teu corpo ao companheiro necessitado, que segue à retaguarda.
Divide, sem alarde, as sobras de teu pão com o faminto.
Sorri para os infelizes.
Dá uma prece ao agonizante.
Acende a luz de um bom pensamento para aquele que te precedeu na longa viagem da morte.
Estende o braço à criancinha enferma.
Leva um remédio ou uma flor ao doente.
Improvisa um pouco de entusiasmo para os que trabalham contigo.
Emite uma palavra amorosa e consoladora onde a candeia do bem estiver apagada.
Conduze uma xícara de leite ao recém-nascido que o mundo acolheu sem um berço enfeitado.
Concede alguns minutos de palestra reconfortante ao colega abatido.
O rio é um conjunto de gotas preciosas.
A fraternidade é um sol composto de raios divinos, emitidos por nossa capacidade de amar e servir.
Quantos raios libertaste hoje do astro vivo que é teu próprio ser imortal?
Recorda o Divino mestre que teceu lições inesquecíveis, em torno do vintém de uma viúva pobre, de uma semente de mostarda, de uma dracma perdida...
Faze o bem que puderes.
Ninguém espera que apagues sozinho o incêndio da maldade.
Dá o teu copo de água fria.


Do livro "Nosso Livro" - Emmanuel/Chico Xavier

EDICEI NA BOOK EXPO AMERICA

A Edicei, editora do Conselho Espírita Internacional, estará presente mais uma vez na BookExpo America, a maior feira do mercado editorial americano, que na edição desse ano acontece entre os dias 25 e 27 de maio, na cidade de Nova Iorque.

A editora levará aproximadamente 50 títulos na expectativa de ampliar a divulgação do espiritismo e das obras que já podem ser adquiridas pelo site: www.amazon.com


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

domingo, 16 de maio de 2010

AGENDA REFORMA ÍNTIMA - 1ª SEMANA



Meta do Mês: Desenvolver a Piedade e a Compaixão

"Pois todas as coisas criadas por Deus são boas, e nada deve ser rejeitado se é recebido com ações de graças, porque pela palavra de Deus e pela oração são santificadas."

Paulo - [1 Timóteo, 4:4-5]


Meta da Semana: Desenvolver a Piedade

Como: Compartilhe a dor do próximo e busque diminuí-la.

Sugestão de prece diária: Prece rogando auxílio ao anjo da guarda para o combate ao egoísmo.


"Com a boa vontade, aprendemos a encontrar o irmão que chora, o companheiro em dificuldade, o doente infeliz, a criança desamparada [...], prestando-lhes cooperação desinteressada, e é por ela que podemos exercitar o dom de servir, através das pequeninas obrigações de cada dia [...]."

Meimei - [Vários Espíritos, Instruções Psicofônicas, 6.ed., p.208]


***

Uma boa semana para todos!


Equipe de divulgação do Lar da Caridade

sábado, 15 de maio de 2010

PROGRAMA TRANSIÇÃO - 16/05




Neste domingo, 16/05 o PROGRAMA TRANSIÇÃO traz como convidado:


THEREZINHA DE OLIVEIRA


Tema: Vivência Espírita


Apresentação: Del Mar Franco


O programa é exibido todos os Domingos às 15:15hs na Rede TV (Parabólica, Tv, Cabo e SKY)

Para quem não possui antena, pode assistir os vídeos no site:

http://www.programatransicao.tv.br/


sexta-feira, 14 de maio de 2010

REFORMA ÍNTIMA


"Um dia todos nós seremos anjos..." Grupo Sal da Terra


Por que a Reforma Íntima?

Porque é o meio de nos libertarmos das imperfeições e de fazermos objetivamente o trabalho de burilamento dentro de nós, conduzindo-nos compativelmente com as aspirações que nos levam ao aprimoramento do nosso espírito.

Para que a Reforma Íntima?

Para transformar o homem e a partir dele, toda a humanidade, ainda tão distante das vivências evangélicas. Urge enfileirarmo-nos ao lado dos batalhadores das ultimas horas, pelos nossos testemunhos, respondendo aos apelos do Plano Espiritual e integrando-nos na preparação cíclica do Terceiro Milênio.

Onde fazer a Reforma Íntima?

Primeiramente dentro de nós mesmos, cujas transformações se refletirão depois em todos os campos de nossa existência, no nosso relacionamentos com familiares, colegas de trabalho, amigos e inimigos e, ainda, nos meios em que colaborarmos desinteressadamente com serviços ao próximo.

Quando fazer a Reforma Íntima?

O momento é agora e já; não há mais o que esperar. O tempo passa e todos os minutos são preciosos para as conquistas que precisamos fazer no nosso íntimo.


*****

O Centro Espírita Lar da Caridade em parceria com o CEMA (Centro Espírita Maria Madalena - Planaltina DF) e seu blog Sementeira On-Line convida você leitor, visitante, amigo e colaborador a vivenciar conosco a experiência da reforma íntima.


A cada domingo, postaremos a Meta da Semana. Nela constarão:

1- Reflexão em torno do Evangelho;
2- Meta do Mês;
3- Meta da Semana;
4- Sugestão de prece para a semana.


Nosso compromisso será:

1- Redobrar nossa atenção nas nossas atitudes envolvendo a Meta da Semana e do Mês.
2- Realizar, diariamente, o tema sugerido para prece da semana.


Pedimos que, aqueles que resolverem fazer parte desse movimento, deixem aqui seus comentários, como incentivo para aqueles que ainda tem dúvidas quanto à sua reforma íntima, com sugestões e críticas, e com relatos também! Pois nada como a experiência pessoal para arrastar multidões, não é mesmo?


Venha fazer parte desse movimento!


Equipe de Divulgação do Lar da Caridade


- NOTA -

Essa proposta de reforma íntima foi lançada pela Sociedade de Divulgação Espirita Auta de Souza

quinta-feira, 13 de maio de 2010

AS MÃES DE CHICO - FILME

Na onda de obras com temática espírita, a produção "As Mães de Chico Xavier" encerra na quinta-feira (13) as filmagens no Ceará e já planeja atrair o público que tem prestigiado esses filmes no Brasil.

"Chico Xavier", de Daniel Filho, por exemplo, ainda está em cartaz e já foi visto por mais de 3,1 milhões de expectadores. Teve coprodução da Estação Luz Filmes, a mesma que produz "As Mães de Chico Xavier" e que produziu "Bezerra de Menezes - O Diário de um Espírito" (2008).

Dirigida por Glauber Filho e Halder Gomes, "As Mães de Chico Xavier" está em estágio final de gravação --na semana que vem, terá filmagens em Minas Gerais. A estreia está prevista para dezembro deste ano.

O produtor do filme, Sidney Girão, disse hoje em Fortaleza que a produção é uma "continuação" do "Chico Xavier". Por isso, manteve o ator Nelson Xavier interpretando o médium mais respeitado do Brasil com a mesma caracteriza ção do longa de Daniel Filho.

Filmado em película (35 milímetros) e com 30 atores --entre eles Herson Capri, Caio Blat, Via Negromonte, Vanessa Gerbelli, Tainá Muller e Joelson Medeiros--, "As Mães de Chico Xavier" contra a história de três mães que procuram ajuda do médium mineiro após a morte de seus filhos.

O filme é inspirado no livro "Por Trás do Véu de Isis", do jornalista e escritor Marcel Souto Maior --também autor da biografia adaptada por Daniel Filho.

Para Girão, que é católico, não é só a temática espírita que chama a atenção do público, mas a mensagem de superação, amor, paz e também o exemplo humano espalhado por Chico Xavier.

"Procuramos desenvolver na produtora filmes que levem a mensagem do bem, independentemente da religião. Como católico, creio na salvação da alma e muitas pessoas de religiões diversas querem seguir esse caminho", disse.

A Estação Luz Filmes é ligada à ONG cearense Estaçã o da Luz, que promove, há sete anos, a Mostra Brasileira de Teatro Transcendental em Fortaleza.

Sidney Girão disse que a temática espiritualista tratada nesses filmes conquistou muitos adeptos e trouxe de volta um público que estava afastado das telas de cinema. "Um estudo mostrou que o Bezerra de Menezes resgatou um nicho de público que não frequentava os cinemas e a intenção é que isso se intensifique ainda mais com 'As Mães de Chico Xavier'".

O diretor Glauber Filho, que também dirigiu "Bezerra de Menezes", concorda. "Essas produções vêm trazendo um público diferenciado para os cinemas, um público adulto que não tinha mais vontade de assistir filmes. Acho que a tendência é manter o cenário", disse.

Os atores Caio Blat e Vanessa Gerbelli também são espíritas. "A parte mais difícil, para mim, foi interpretar cenas quando o meu personagem, um repórter de televisão que inicialmente busca matérias sens acionalistas, para desmascarar Chico Xavier, ainda é cético", disse Blat.

Já Vanessa Gerbelli diz que figura de Chico Xavier é muito importante na vida dela porque a "comove e inspira".


Fonte: Folha Online / Piauí Espírita

quarta-feira, 12 de maio de 2010

REFORMA ÍNTIMA: QUEM PRECISA?


Semper ascendens: (1)


“De muito longe venho, em surtos milenários; vivi na luz dos sóis, vaguei por mil esferas e, preso ao turbilhão dos motos planetários, fui lodo e fui cristal, no alvor de priscas eras. Mil formas animei, nos reinos multifários: fui planta no verdor de frescas primaveras e, após desenvolver impulsos embrionários, galguei novos degraus: fui fera dentre as feras. Depois que em mim brilhou o facho da razão, fui o íncola feroz das tribos primitivas e como tal vivi, por vidas sucessivas. E sempre na espiral da eterna evolução, um dia alcançarei, em planos bem diversos, a glória de ser luz, na Luz dos universos” (2)

***

Espíritos que somos, fomos todos criados “simples e ignorantes, isto é, sem saber”, (3) devendo, através das múltiplas chances encarnatórias, conhecer a verdade e palmilhar a estrada da evolução rumo à perfeição, o que nos proporcionará “a pura e eterna felicidade”, (4) que é nossa destinação.

Jesus, há mais de dois mil anos, ensinou-nos o Mandamento do Amor, base indispensável para qualquer melhoria individual e coletiva. A seguir, com as importantes parábolas, Ele nos exemplificou quais atitudes devemos ou não tomar. E, como roteiro seguro, receita para essa escalada luminosa rumo ao progresso, legou-nos as Bem-aventuranças, verdadeiro “coração” do Sermão da Montanha: aí, nessas pérolas inigualáveis de sabedoria e doçura, encontramos, em maravilhosa simplicidade, os recursos íntimos que devemos desenvolver em nós a fim de capacitar-nos para pensar, sentir e agir no bem.

Mais tarde, em pleno século XIX, a Doutrina Espírita veio, com a permissão de Deus e sob a orientação do Cristo, recordar-nos seus ensinos, enfatizando a necessidade de que os sigamos para sermos realmente felizes, o que é o anseio de toda a Humanidade.

Assim, com esclarecimentos detalhados, é-nos sinalizada, como imprescindível, a nossa reforma íntima, único meio de alcançarmos nossas metas de júbilo e pureza. Aliás, Jesus já nos animava a encetar essa reconstrução interior, ao afirmar: “Vós sois a luz do mundo." (5) "Vós sois o sal da terra”. (6)

E nós, como estamos?

Apesar de todas essas informações, de todos esses avisos, muitos de nós ainda estamos claudicantes nesse mister, às vezes até caminhando invigilantes, descuidados, esquecendo que, embora o progresso seja uma lei divina, nós somos seres inteligentes: “o princípio inteligente do Universo”, (7) capazes de alcançar patamares evolutivos superiores, mais ou menos rapidamente, conforme o uso que façamos de nosso livre-arbítrio.

Por que é tão difícil praticarmos com autenticidade a Lei de Amor?

Para algumas pessoas, a palavra “amor” encerra tanta grandeza, tanta sensação de incomensurável, que não raro se sentem esmagadas” e incompetentes ante esse peso, praticamente desistindo dessa inadiável empreitada.

Todos nós precisamos entender que “reformar” significa “novamente dar forma a alguma coisa”, “modificá-la para melhor”, e, porque não, “retocá-la”, “embelezá-la”... É higienizarmos nosso interior, sanando-o de miasmas pestilenciais, eliminando sombras persistentes, as quais, desavisadamente, permitimos que nos invadissem, e que insistem em querer ocultar a luz da verdade que irá nos libertar.

Um bom amigo nosso (Milton Menezes), em suas explanações em tarefas espíritas, costuma alertar a seus ouvintes de que, se não nos achamos aptos ainda a cultivar o amor incondicional, devemos dedicar-nos corajosa e persistentemente a semear e cultivar os “filhotes do amor” (respeito, paciência, tolerância, humildade, simplicidade etc.).

Desse modo, embora enfrentando numerosas dificuldades individuais, iremos paulatinamente eliminando erros e edificando virtudes, as quais nos levarão ao Amor Incondicional, semelhante ao de Jesus.

Por conseguinte, ouçamos a voz de Jesus em nós, e, com perseverança, anulemos conscientemente os adornos enganosos do Homem Velho, que nos cerceiam a evolução, e dediquemo-nos a esculpir em nós mesmos o Homem Novo, tornado-nos Cidadãos do Universo, dignos filhos amados de nosso Pai.

Não tenhamos dúvida de que, então, estaremos transformando a Terra realmente num mundo azul, belo e evangelizado. Recordemos as palavras judiciosas do Dalai Lama: "Se você quer transformar o mundo, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no seu próprio interior." (8)


- NOTAS -

1Latim: “Sempre ascendendo”.
2ROMANELLI, Rubens C. Primado do espírito,
3. ed. Belo Horizonte: Ed. Síntesi, 1965. Tópico III – Temas Filosóficos: Evolução, p. 55.
3KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Trad. Guillon Ribeiro. 91. ed. 1. reimp. Rio de Janeiro: FEB, 2008. Q. 115.
4Idem, ibidem.
5MATEUS, 5:14. Bíblia sagrada (CD-ROM). Rio de Janeiro: Ed. Vozes, 1996.
6MATEUS, 5:13. Idem.
7KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Trad. Guillon Ribeiro. 91. ed. 1. reimp. Rio de Janeiro: FEB, 2008. Q. 23.
8Disponível em: www.pensador.info/autor/Dalai_Lama


Fonte: Revista Reformador - Maio/2010

3º CONGRESSO MÉDICO-ESPÍRITA NOS ESTADOS UNIDOS

A Associação Médico-Espírita dos Estados Unidos realizará o seu III Congresso entre os dias 11 e 13 de junho, no Marvin Conference Center
da Universidade George Washington, na cidade de Washington - DC.

Mais informações no site http://www.sma-us.org/


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

ENCONTRO DE MEDICINA E ESPIRITISMO

- "A contribuição de Chico Xavier para a integração saúde e espiritualidade”;
- “Causas espirituais das doenças mentais”;
- “Eutanásia, aspectos éticos e espirituais”;
- “A questão espiritual dos animais”;
- “A esquizofrenia sob novo prisma”;
- “Como lidar com a ideia suicida”

Serão alguns dos temas em pauta no 6º Encontro Norte-Nordeste das Associações Médico-Espíritas (AMEs), que ocorrerá de 14 a 16 de maio, no Centro de Convenções de Maceió.

Será composto por conferências e painéis, que contarão com a participação dos expositores Marlene Nobre, Alberto Almeida, Décio Iandoli Jr. e Frederico Menezes, dentre outros.

Mais informações, pelos telefones (82) 9986-9748 e 8849-0026 ou na página www.amealagoas.com


Fonte: Boletim Eletrônico da FEB

FEB NAS REDES SOCIAIS

A Federação Espírita Brasileira (FEB), acompanhando as inovações tecnológicas aliadas à informação, adere às redes sociais.

Facebook, Orkut e Twitter tornaram-se ferramentas de divulgação da Doutrina Espírita com informações sobre eventos realizados, bem como acesso a artigos da Revista Reformador, vídeos e reportagens sobre o Espiritismo e a FEB.

Para ficar por dentro do que ocorre no Movimento Espírita, basta acessar os links abaixo e juntar-se ao perfil da FEB. Confira!

* Orkut:
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=18160018565209847967


* Facebook:
http://www.facebook.com/home.php?#!/profile.php?id=100001074855364


* Twitter:
http://twitter.com/FEB_Oficial


Fonte: Boletim eletrônico da FEB

REVISTA REFORMADOR - MAIO/2010


- NESTA EDIÇÃO -

* Justiça e Misericórdia da Lei Divina
Lei Divina ou Natural

* O Espiritismo e a humanização da Justiça
Adilton Pugliese

* Reforma íntima: quem precisa?

* Liberdade, sonho inalcançável?
A. MERCI SPADA BORGES


* Amor e submissão
Richard Simonetti

* Procura por Centros Espíritas se ampliará com a maior difusão
Antonio Cesar Perri de Carvalho

* Editorial
Lei Divina ou Natural

*Entrevista
Olga Lúcia Espíndola Freire Maia


- A revista está disponível para leituras online no site da FEB:

http://www.febnet.org.br/site/


- Você pode adquirir seu exemplar na Livraria Ramiro Gama na FEPI, ou fazer uma assinatura anual no site da Livraria da FEB:

http://www.feblivraria.com.br/

REVISTA INTERNACIONAL DE ESPIRITISMO (RIE) - MAIO/2010

- ARTIGOS DESSA EDIÇÃO -

• Seareiros do bem
• Ano do Espiritismo
• Chico Xavier e o plágio
• Entrevista – Professor Carlos de Paula
• Evolução científica e religiosa
• Allan Kardec: antecedentes históricos
• Notícias e eventos
• O desafio do centro espírita
• Chico Xavier foi o tema do 3º Congresso Espírita Brasileiro
• Memorial inaugurado no cenenário de Chico Xavier em Pedro Leopoldo
• Centenário de Chico Xavier na Paraíba foi marcado por várias comemorações
• Divaldo Franco: êxito total
• Considerações sobre os tiranos e a tirania
• O grande acelerador de partículas procura pela matéria elementar
• Mediunidade: um sagrado dom do céu
• 2010 - ano do Espiritismo
• Sexo é vida e não vida é sexo
• Considerações doutrinárias sobre o Espírito Napoleão I
• A genética e o livre-arbítrio
• Desperta e vive
• No Espiritismo, não!
• Ah, se toda mãe soubesse...
• Ave, Cristo!
• Espiritismo e Panteísmo
• Tragédias coletivas
• Paixão: fermento da vontade
• Segue-me
• Sabes disso
• Os verdadeiros milagres

- Para adquirir a revista basta fazer a assinatura através do site:
http://www.oclarim.com.br/

- Ou comprar o seu exemplar na Livraria Ramiro Gama da FEPI

terça-feira, 11 de maio de 2010

SUSPENSÃO DA MEDIUNIDADE


A faculdade mediúnica está sujeita a intermitência e a suspensões temporárias.

O que mais influi nesse sentido é o uso que o médium faz da sua mediunidade.

Bons Espíritos podem abandoná-lo quando dela se serve para coisas frívolas ou com propósitos ambiciosos; quando se nega a transmitir palavras ou fatos por eles produzidos com fins determinados.

Esse dom, de Deus, é concedido ao médium para sua melhora espiritual e dar a conhecer a verdade aos homens.

Pode acontecer de a suspensão ocorrer para provar ao médium que sua faculdade não depende dele próprio, razão não havendo para que dela se vanglorie.

A interrupção da faculdade nem sempre é uma punição, tendo a pausa por objetivo proporcionar ao médium repouso material de que os bons Espíritos o julguem necessitado.

A suspensão da mediunidade pode servir ao médium, também, para pôr à prova a sua paciência e perseverança, bem como dar-lhe tempo para meditar sobre instruções recebidas, a fim de constatar a sinceridade do seu ideal espírita.

Há médiuns que não têm sua faculdade suspensa apesar de abusarem dela. Entretanto sofrerão as consequências desse mau uso, representando-lhes um aprendizado.

Esse é o resumo que Kardec coloca na questão 220 de “O Livro dos Médiuns”.

Importante, pois, refletir sobre os ensinos dos Espíritos, tendo por base as obras da Codificação.
Importante, também, o exercício do amor fraterno visando o bem do próximo.

O estudo da Doutrina e a vivência dos bons sentimentos permitem ao médium maior vigilância e melhor sintonia, no sentido de não servir de instrumento a adversários do bem, desencarnados, sempre dispostos a promover a discórdia e a desunião, ainda que, algumas vezes, de maneira sutil.

O médium ativo e atuante, de regra, está tendo a oportunidade de saldar débitos do passado através do trabalho na seara do bem. Com isso vai se aprimorando espiritual e moralmente na direção da maturidade que o ajuda a acertar cada vez mais em suas intenções, unindo teoria e prática no bom caminho da caridade.

O desprendimento substitui o personalismo, como a simplicidade e a modéstia substituem a vaidade e a presunção.

Importante ter em mente os objetivos maiores da mediunidade.

Como coloca o Codificador no item 10 do capítulo XIX de “O Evangelho segundo o Espiritismo”: "Nos tempos atuais, de renovação social, cabe aos médiuns uma missão especial; são árvores destinadas a fornecer alimento espiritual a seus irmãos; multiplicam-se em número para que abunde o alimento; há-os por toda a parte, em todos os países, em todas as classes da sociedade, entre os ricos e os pobres, entre os grandes e os pequenos, a fim de que em nenhum ponto faltem e a fim de ficar demonstrado aos homens que todos são chamados."

Por isso mesmo importa não desviar do objetivo providencial a preciosa faculdade que lhes foi concedida.

Nada melhor para o homem, ao retornar à pátria espiritual, do que ter a consciência tranquila do dever cumprido, de haver levado a cabo a sua programação reencarnatória.

Dessa forma, fazer o médium bom uso da sua mediunidade é caminho seguro para manter-se em harmonia com benfeitores espirituais, tanto durante o período de permanência na existência física quanto por ocasião da volta à verdadeira vida, quando chegar a hora.


Fonte: Redação do Jornal O Clarim - Maio/2010

A RETRIBUIÇÃO

"Pedro disse-lhe: e nós que deixamos tudo e te seguimos que receberemos?"
[ Mateus 19:27 ]


A pergunta do apóstolo exprime a atitude de muitos corações nos templos religiosos.
Consagra-se o homem a determinado círculo de fé e clama, de imediato: - "Que receberei?"
A resposta, porém, se derrama silenciosa, através da própria vida.
Que recebe o grão maduro, após a colheita?
O triturador que o ajuda a purificar-se.
Que prêmio se reserva à farinha alva e nobre?
O fermento que a transforma para a utilidade geral.
Que privilégio caracteriza o pão, depois do forno?
A graça de servir.
Não se formam cristãos para adornos vivos do mundo e sim para a ação regeneradora e santificante da existência.
Outrora, os servidores da realeza humana recebiam o espólio dos vencidos e, com eles, se rodeavam de gratificações de natureza física, com as quais abreviavam a própria morte.
Em Cristo, contudo, o quadro é diverso.
Vencemos, em companhia dele, para nos fazermos irmãos de quantos nos partilham a experiência, guardando a obrigação de ampará-los e ser-lhes úteis.
Simão Pedro, que desejou saber qual lhe seria a recompensa pela adesão à Boa Nova, viu, de perto, a necessidade da renúncia. Quanto mais se lhe acendrou a fé, maiores testemunhos de amor à Humanidade lhe foram requeridos. Quanto mais conhecimento adquiriu, a mais ampla caridade foi constrangido, até o sacrifício
extremo.
Se deixaste, pois, por devoção a Jesus, os laços que te prendiam às zonas inferiores da vida, recorda que, por felicidade tua, recebeste do Céu a honra de ajudar, a prerrogativa de entender e a glória de servir.


Do livro: "Fonte Viva" - Chico Xavier / Emmanuel

segunda-feira, 10 de maio de 2010

QUEM AMA

Quem ama nada exige.

Perdoa sem traçar condições.

Sabe sacrificar-se pela felicidade alheia.

Renuncia com alegria ao que mais deseja.

Não espera reconhecimento.

Serve sem cansaço.

Apaga-se para que outros brilhem.

Silencia as aflições, ocultando as próprias lágrimas.

Retribui o mal com o bem.

É sempre o mesmo em qualquer situação.

Vive para ser útil aos semelhantes.

Agradece a cruz que leva sobre os ombros.

Fala esclarecendo e ouve compreendendo.

Crê na Verdade e procura ser justo.

Quem ama, qual o Samaritano anônimo da parábola do Mestre, levanta os caídos da estrada, balsamiza-lhes as chagas, abraça-os fraternalmente e segue adiante...

* * *

Do livro: "Brilhe a Vossa Luz" - Chico Xavier/ Carlos Bacelli

domingo, 9 de maio de 2010

DIA DAS MÃES


Em homenagem ao dia das mães ofereço este trecho copiado do livro
“Maria de Nazaré” pelo espírito Miramez


- Meus filhos!....Não quero distância de vós! Se assim fosse, aqui eu não estaria; porém, devo falar quem sou, para justificar a minha presença neste ambiente de Deus. Sou a mãe de Jesus, sou MARIA DE NAZARÉ!...

Maria passou seus grandes olhos em todos e notou que muito deles choravam, mas de alegria, nascendo em seus corações a esperança de algum dia ver ou, pelo menos, se possível, tocar as vestes do Salvador do mundo. A mãe do Mestre, convicta, tocada pela luz do amor, falou novamente com carinho e confiança:

- Sou a mãe de Jesus, mas sou mãe também de todos vós, na mais profunda expressão dos meus sentimentos. Este lugar em vos encontrais é também o meu lar, porque sei que nele vou encontrar os filhos do meu carinho e aqueles que irão me compreender na posição de mãe do Messias prometido pelas escrituras sagradas. Quero vos dizer o que ouvi dele e tenho ouvido dos anjos!
A vida não termina no túmulo! Foi para isso e outras coisas que o Messias chegou ao mundo; para dizer e afirmar que a vida continua depois da morte do corpo! O que passais pelas chagas é um pequeno testemunho, para mais tarde solidificardes mais fé e limpardes as mazelas da alma, pois que não soubestes aproveitar a liberdade de pensar, de falar e de fazer.
Os frutos vêm depois do plantio.
Eu vos peço para não desesperardes com tantos infortúnios!
Elas são premissas de uma vida melhor e de uma paz próxima, como as trovoadas são prenúncios de chuva. Não duvides da minha palavra, porque elas são vida, que irão modificar vossos corações no aspecto dos sofrimentos e aquele que tiver fé no coração, sem que a duvida possa manifestar-se em seu peito, verá a luz e sentirá a cura física e espiritual de todas as suas enfermidades!
Meus filhos, a vida na Terra é uma passagem rápida, as formas são breves.

- Maria de Nazaré -


***

“Respeitamos todas as mães que estiveram no mundo, na sagrada missão de dar oportunidade a vários Espíritos de retornarem a Terra, e as que estão nela cumprindo a vontade de Deus; entretanto, à Maria de Nazaré a reverência deve ser de todos nós, porque ela serviu de canal divino para que o Senhor pudesse se expressar como Filho do homem, sendo Instrutor de anjos”

Vamos hoje fazer uma oração pelas mães e em especial, à mãe de toda a humanidade: Maria de Nazaré.

Um Feliz dia das Mães para todos!!!